Figura hipnose 5.png

MITOS E CRENÇAS SOBRE HIPNOSE

Muitas pessoas carregam preconceitos, medos e bloqueios devido ao desconhecimento do enorme potencial terapêutico da hipnose. A seguir mitos e crenças sobre a hipnose que merecem ser quebrados:

Não é possível acelerar um tratamento com hipnose

Certamente é possível. E isso foi demostrado em diversas pesquisas científicas (veja aqui). Neste trabalho o autor demostrou que quando se utilizou a Psicanálise, houve uma taxa de recuperação de 38% após aproximadamente 600 sessões; com a Terapia Cognitivo-Comportamental, houve uma recuperação de 72% após média de 22 sessões. Com a Hipnose Clínica, a taxa de recuperação foi de 93% após uma média de 6 sessões.

Na sessão de hipnose a pessoa dorme, “apaga”

Não. O sono e o estado de transe hipnótico são coisas diferentes. Na hipnose a pessoa fica o tempo todo em estado consciente, enquanto que no sono, não. Existe grande confusão no meio popular imaginando que a hipnose e o sono são a mesma coisa.

O hipnotizador pode “roubar” informações do paciente

Isso não ocorre, uma vez que o paciente fica atento, consciente o tempo todo e só faz aquilo que quer fazer. O paciente só faz aquilo que permitir, aprovar e concordar. Durante o transe hipnótico o paciente tem total controle da situação, podendo sair do transe no momento que desejar. 

Figura hipnose 2.png

Hipnose é um tipo de meditação

Não. Meditação e hipnose são dois estados diferentes e tem propostas diferentes. Na meditação o praticante não deve buscar um objetivo, somente se entrega ao silencio interno; nas sessões de hipnose deve haver necessariamente objetivos terapêuticos bem definidos e resultados a serem conseguidos.

Na hipnose não se pode recuperar memórias muito antigas

Sim, pode recuperar lembranças de fatos e eventos muito antigos. Com a hipnose é possível recuperar lembranças muito antigas (memórias não declarativas). Existem evidencias que memórias emocionais, ainda da fase fetal, podem ser recuperadas e ressignificadas quando há algum trauma instalado.

No transe hipnótico eu perco a noção do ambiente

Não perde. A pessoa em transe hipnótico está consciente o tempo todo, porém com a faculdade da crítica e julgamento reduzidos momentaneamente. Ele ouve o tempo todo, mas não fixa a atenção em distratores externos.

Figura hipnose 3.png

Durante a hipnose a pessoa fica inconsciente

Não. A pessoa fica sempre consciente, a menos que ela durma durante a sessão de hipnoterapia. Neste caso o profissional interage com a pessoa para que ela fique acordada, em estado de vigília o tempo todo.

O hipnoterapeuta “invade” o cérebro do paciente

Não é verdade. Todo estado de hipnose é, na realidade, de auto hipnose. O profissional só mostra o caminho do relaxamento profundo, mas quem faz tudo acontecer é o próprio paciente. 

A hipnose não trata doenças físicas

Sim, pode tratar várias delas. Doenças de fundo emocional que se manifestam no corpo podem ser tratadas com hipnose. Sempre se recomenda que o paciente mantenha medicamentos indicado por seu médico e só desmame por sua recomendação explícita. Consulte o hipnoterapeuta e ouça sua opinião quanto aos tratamentos possíveis

.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

© Copyright 2019 by INTELECTUS Clínica Escola 

Rua Vieira de Morais, 1.111, conjunto 1310, Campo Belo, São Paulo, SP CNPJ 10.648.141/0001-79